:

Os resultados de janeiro no setor

março 29, 2019

Alta nas vendas, no IPS e na confiança do empresariado

 

Os supermercados de todo o Brasil tiveram crescimento real em vendas de 2,95 por cento em janeiro ante mesmo período de 2018, informou nesta quarta-feira a associação que representa o setor, Abras.

Apesar da comparação com dezembro as vendas terem recuado cerca de 22 por cento, o presidente da Abras, João Sanzovo Neto, está confiante com o desempenho do setor em 2019. “Sabemos que a volta do consumo será gradativa, mas estamos confiantes para os próximos meses, e o resultado de janeiro é um bom sinal e nos dá um ânimo a mais para acreditar que 2019 será um ano promissor para o setor”, disse em comunicado à imprensa.

O setor supermercadista fechou 2018 com crescimento de 2,07 por cento e espera que no decorrer do ano, a expansão alcance a marca de 3 por cento nas vendas. Ao menos para restabelecer metas mais positivas do setor que tem mais de 5 por cento na participação do Produto Interno Brasileiro (PIB)

Quem também está confiante com o desempenho do setor são os empresários que atuam no estado de São Paulo. No começo do ano, ainda por conta da ressaca sofrida pelo baixo desempenho em 2018, o grau de satisfação dos empresários quanto as atitudes do governo federal era de apenas 20 por cento dos que se diziam otimistas, sendo 40 por cento a ala dos pessimistas em janeiro. Dada as marcas de uma possível retomada, hoje 80 por cento do corpo empresariado está otimista quanto ao que poderá ser feito pelo governo federal.

O cenário é muito parecido com relação ao grau de satisfação com o governo do estado. Em são Paulo, 50 por cento estavam pessimistas em janeiro, sendo 20 por cento otimistas. Hoje, 20 por cento se mantém pessimistas, mas 40 por cento estão confiantes na retomada do crescimento do setor paulista, segundo a Apas.

O número era esperado pela Associação Paulista de Supermercados. “O grau de confiança futura com o governo federal chegou a 80 por cento, número que deve impulsionar a percepção nos empresários de que haverá uma retomada de crescimento do país. Aos menos 70% dos supermercadistas devem acreditar que haverá melhora na atividade econômica interna, com evolução do PIB”, afirmou a Apas através de nota exibida em janeiro.    

Sobre o Índice de Preço dos Supermercados (IPS) no cenário nacional, o começo do ano registrou aumento no valor total da cesta de produtos Abrasmercado. A Abras afirmou que em janeiro a cesta de 35 produtos mais consumidos nos supermercados, que incluem além de alimentos, cerveja e refrigerante, higiene, beleza e limpeza doméstica, teve crescimento de preço de 3,2 por cento sobre um ano antes, passando a 465,57 reais, em média.

A região do sudeste foi a que teve o aumento mais considerável. Em dezembro de 2018, a cesta Abrasmercado custava 449, 63 reais e passou a custar 453,81 reais. Um aumento de 0,93 por cento. Mesmo o aumento do preço, o empresariado deve continuar confiante, à espera dos resultados governamentais aguardados para 2019 – o que deverá definir alta ou baixo do IPS.

COMPARTILHE
OR
checkout@checkoutrh.com.br

11.3259.1969

Redução dos seus custos e aumento da eficiência dos seus colaboradores é o nosso foco, para ajudar a sua empresa a vender mais, todos os dias.

© 2017 Todos os direitos reservados. Densenvolvido por D4G.

Solicite um contato

Varejista

Como prefere o contato?