:

20% dos funcionários de supermercado estão no primeiro emprego

fevereiro 15, 2019

Dado é o mais recente dos associados paulistas

Setor supermercadista é a principal fonte de renda para jovens em busca do primeiro emprego

No intento de buscar uma profissão – seja para agregar experiência de mercado, seja para compor a renda familiar – os jovens do estado de São Paulo aparecem de loja em loja para fazer inscrição nos processos seletivos dos mais variados segmentos. Dentre esses, o setor supermercadista, que atualmente é o que mais emprega no Brasil e busca, dada a demanda intensiva do quadro de colaboradores, exercer um papel social de abrir as portas para o primeiro emprego.

Segundo a Associação Paulista de Supermercados (Apas), 20% dos contratados são jovens. Se levar em conta os dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e números apresentados pela associação, o setor fechou 2018 com um quadro de 535,951 mil empregos formais no estado de São Paulo. 107,190 mil dessas vagas seriam formadas por pessoas que estão trabalhando pela primeira vez na vida.

Apesar de não ter tido um bom rendimento no fator contratação em 2018, o setor tem grande importância com 5,4% de participação no Produto Interno Bruto (PIB) do país, arrecadando R$353,2 bilhões em 2017.

Sem experiência e qualificação, o jovem Matheus Rodrigues,17, funcionário de um supermercado bairrista, na Vila Esperança, zona leste da cidade de São Paulo, engajou-se numa rotina de trabalho por necessidade. Hoje, após experimentar as várias das funções em que se emprega num supermercado, Matheus aprendeu e se descobriu repositor, posição que ocupa desde setembro do ano passado, e que o fez gostar da profissão. “Quando eu comecei [a trabalhar em supermercado] eu não gostava. Vinha por necessidade, de ajudar nas contas de casa e tudo mais. Depois de me colocarem como repositor, eu comecei a gostar. É uma função mais dinâmica e a concentração que exige, ajuda a passar o tempo”. Relata Matheus.

O setor também possui escolas que são voltadas a qualificar jovens para atribuir seus serviços na loja. Ciee e Senac são exemplos de instituições que oferecem cursos de capacitação. Já o Ibrasa é a única focada em preparar jovens para a o específico setor supermercadista.

Professor no Ibrasa, Matheus Ramon, em uma entrevista concedida a Checkout, contou do preparo que o curso segmentado busca seguir. – “A maioria [dos supermercadistas] prezam somente pela eficiência técnica/braçal dos jovens. Estimando mais agilidade e ausência de critérios do aprendiz […] Mas, sem dúvidas, atualmente somos o que mais se aproxima da absorção de algum conhecimento notável pelo jovem. O trabalho desempenhado pela orientação profissional se encarrega destes obstáculos, redirecionando o aprendiz e buscando compreendê-lo.”

As funções mais comuns pelo qual são contratados, são: repositor, estoquista e embalador. O conteúdo teórico/prático recebido no curso capacita o jovem para ocupar os inúmeros cargos da loja, mas por idade e por lei, são proibidos de exercer algumas funções. Até pelos menos terem completos 18 anos. 

 

Veja também – 

Empresários querem investir no setor em 2019

Inflação fecha com 4,33% em 2018

Setor contratou muito abaixo do previsto

Pesquisa mostra otimismo para vendas em 2019

COMPARTILHE
OR
checkout@checkoutrh.com.br

11.3259.1969

Redução dos seus custos e aumento da eficiência dos seus colaboradores é o nosso foco, para ajudar a sua empresa a vender mais, todos os dias.

© 2017 Todos os direitos reservados. Densenvolvido por D4G.

Solicite um contato

Varejista

Como prefere o contato?