:

A reinvenção do RH

novembro 28, 2018

O setor focado em desempenho, produção e qualidade

 

Foi-se o tempo em que o setor de Recursos Humanos era apenas mais um departamento dentro de uma empresa. Os anos de um RH operacional, à base de serviços manuais ficaram para trás. Buscando soluções em meio à crise econômica do país, a produtividade com menor custo possível exigiu do setor mudanças, de modo a tornar o serviço dos colaboradores cada vez mais funcional.

O setor ainda deverá ter grande importância em questões políticas. Com a reforma trabalhista em pauta, prometendo maior flexibilização de terceirizados, a busca por um padrão de qualidade no serviço dependerá de uma vasta gama de dados sobre os colaboradores, apontando qualidades técnicas e fornecendo informações estratégicas. Hoje um RH eficiente é capaz de detalhar dados através do uso da tecnologia, o que vem tornando o setor mais ágil, perspicaz e que vai muito além do ancião departamento responsável pelo pagamento dos salários.

Os anos dourados de recurso tecnológico também chegou ao RH, que conta com plataformas, softwares e aplicativos que automatizam tarefas burocráticas, economizando tempo. Mas essa nova era do setor se destaca pelo uso de um grande banco de dados online e instantâneo, utilizado para, entre outras coisas, observar desempenho e traçar metas para o desenvolvimento dos colaboradores e crescimento da companhia.

A chamada gestão de desempenho surge dentro da metodologia de gestão estratégica de pessoas, que tem como principal objetivo analisar e sugerir melhorias na performance de cada membro da empresa. Diferente da análise de desempenho anual, esse tipo de gestão é linear e proativa, reconhecendo problemas antes que se tornem recorrentes.

Sua funcionalidade se dá a partir das metas traçadas pelo próprio colaborador. Desse modo abre-se um diálogo, afim de verificar resultados esperados e reais e qual o progresso alcançado de maneira gradual. A equipe de RH irá compor então o Painel de controle do colaborador, que são dados precisos e indicadores relevantes para analisar o desempenho do funcionário.

Reconhecendo os detalhes que faltam ser aprimorados, o RH traça metas junto ao colaborador, identificando as dificuldades e definindo soluções, sempre seguindo o “norte” que é a busca por melhor produtividade.

Diante de um quadro de crise econômica incerto, o processo de seleção de colaboradores tem sido cada vez mais enfático. Contratar o colaborador certo, mas tendo de gastar muito tempo ou dinheiro com procedimentos seletivos e treinamentos, pode pôr em xeque todo o processo. Com um RH aprimorado, levando em conta os objetivos da empresa, poderá colocar em prática uma rotina otimizada, de modo que os recursos possam ser devidamente aplicados.

O RH que conta com recursos tecnológicos eficazes, o dito “RH Estratégico”, consegue evitar processos seletivos demasiadamente longos. Isso porque em seu banco de dados, os selecionados a vaga já tem um perfil base do comportamento esperado. Após a contratação, o setor, por exemplo, já tem fundamentado o treinamento para cada vaga e perfil profissional especificamente, levando em conta as horas gastas, o perfil do contratado, as metas da empresa e do colaborador e a definição de um plano de aprimoramento do serviço.

Esse processo retorna um efeito cascata no momento da resolução de conflitos, que leva cada vez menos tempo ao entrar num objetivo em comum entre empresa e funcionário, dando ao trabalhador a sensação de reconhecimento e oportunidade de crescer e a empresa uma maior produção em menos tempo.

Outro fator determinante é o auxílio fornecido a funcionários de qualidade. Pensando não apenas em resolver questões relacionadas a desempenho, o RH atualmente também precisa atuar na retenção de profissionais altamente capacitados. Com o seu banco de dados que não colhe apenas características funcionais, mas também informações éticas do colaborador, o setor sabe reconhecer as necessidades dos funcionários. A grosso modo, esses dados compactuam os benefícios e vantagens que são capazes de agradar a cada colaborador, melhorando, claro, o desempenho da equipe e retendo os talentos.

Num futuro próximo, a tecnologia engajada nas causas do setor de Recursos Humanos, não apenas formará equipes capacitadas e eficientes como também ajudará a mantê-la. Isso porque ao trabalhar os dados pensando nas metas individuais, fará do colaborador um exímio competitivo e, fornecendo o suporte ideal as prestações de seu serviço, irá auxiliá-lo sobre o quão competente e profissional pode se tornar.

O RH trabalha encima dos fundamentos da cultura organizacional, gerida pelos pilares da empresa. E também se responsabiliza pelo bem estar dos funcionários, deixando-os contentes pelo serviço e mais eficientes à base de treinamentos e diálogo. Dentro de todas as funções da administração de RH (o recrutamento, seleção, treinamento, higiene e segurança no trabalho, cargos e salários e avaliação de desempenho), o setor fica responsável por gerar um método de estudo dos colaboradores nos seus ativos de desempenho, zelando a cultura de formalidade da organização.

OR
checkout@checkoutrh.com.br

11.3259.1969

Redução dos seus custos e aumento da eficiência dos seus colaboradores é o nosso foco, para ajudar a sua empresa a vender mais, todos os dias.

© 2017 Todos os direitos reservados. Densenvolvido por D4G.

Solicite um contato

Varejista

Como prefere o contato?